terça-feira, 4 de outubro de 2011

A honra de ser Casal Responsável de Equipe - ENS

BOM DIA! VAMOS REZAR POR TANTOS PEDIDOS QUE CHEGAM AOS INTERCESSORES, EM ESPECIAL PELA MARILDA DO MARCO (ENS MEDIANEIRA/setor F/ RS I) sedada na UTI, após complicação em cirurgia.
PADRE CAFFAREL INTERCEDEI POR NÓS E ESPECIALMENTE PELA MARILDA.

No mês de outubro, todos os anos, acontece uma outra eleição. Nela não se faz campanha para eleger este ou aquele e todos os eleitores são candidatos. Ninguém se acha melhor do que os demais. O eleito se oferece para amar mais e trabalhar mais, como um dom gratuito de Deus a serviço dos irmãos. Trata-se de escolher o Casal Responsável de Equipe para o ano próximo.



A honra (não honraria!) de ser casal responsável de equipe está na disponibilidade de se colocar a serviço do crescimento dos irmãos de equipe, na fidelidade ao Carisma fundador do Movimento e às suas orientações específicas para o ano.



O CRE é um casal de oração, e rezará pela sua equipe. Um casal que cultiva o amor conjugal, por isso saberá amar os casais da sua equipe. É um casal que buscará animar a equipe com criatividade e iniciativa, em vista do crescimento de todos na espiritualidade conjugal, e sua vida é um testemunho de coerência entre o que acredita e o que vive.



O CRE é o encorajador dos irmãos, para que todos busquem fazer da equipe uma verdadeira comunidade de ajuda mútua (Cf. Guia das ENS, pág. 34).



Os critérios de escolha nós os encontramos no manual “O Casal Responsável de Equipe”, nas páginas 13 e 14 (Cap. II, 2). Seria interessante que todos nós lêssemos esse item antes de ir para a Reunião Mensal em que acontece a eleição.



Vale lembrar:



Escolhe-se aquele casal que pensamos ter as melhores condições de animar a equipe naquele ano. Só excepcionalmente um casal pode ser reeleito para outro ano consecutivo.

Leva-se em conta o bem da equipe, sem preferências pessoais. A escolha deve ser do agrado do Espírito Santo, por isso o invocamos antes de decidir quem escolher.

O CRE não é indicado por sorteio nem por rotatividade.

O voto é individual e secreto, após discernimento em oração. A apuração é feita em segredo pelo SCE (que não vota). Ele anuncia o casal escolhido sem revelar a proporção dos votos nem se outros foram votados.

Os eleitos serão acolhidos como o casal “ungido” para o serviço da equipe naquele ano e todos se disporão a cooperar para o crescimento da equipe.

A responsabilidade é um chamado do Senhor, que não negará sua bênção aos escolhidos.



Equipe da Carta Mensal
--------------------------------------------------------------------------------

Setembro 2006

Nenhum comentário: